Mentalização: técnica para alta performance

A mídia e a opinião pública em geral promovem infinitas discussões sobre o tema mentalização. No entanto, na maioria das vezes não dão a ele a conotação de que se trata de uma ferramenta útil e ao nosso total alcance. Sim, mentalização é uma ferramenta. É com ela que talhamos nosso presente e nosso futuro. É por meio dela que podemos forjar nossas características e qualidades, nossa estrutura corporal, relacionamentos e até estabilidade econômica.

A nossa maior dificuldade é que a sociedade atual entende o processo de mentalizar como algo zen e não muito prático. Então é preciso, primeiro, romper este paradigma e entender que mentalizar é tão palpável e corriqueiro como andar, falar, cheirar, sorrir. A pessoa que realmente aplica este recurso ao agir é, em geral, muito inteligente e ativa, pois utiliza a própria mente para programar ou reprogramar o que quer.

Se pararmos para observar, tudo o que é criado a nossa volta foi um dia idealizado por alguém. A residência onde moramos, a roupa que vestimos, absolutamente tudo o que é criado pelo homem foi, um dia, projetado na mente de alguém e tornou-se realidade. Isso por si só já comprova o poder criador com o qual nascem todos os seres humanos, mas ainda tem mais. A capacidade de mentalizar vai além da possibilidade de criarmos projetos e construirmos edifícios, ruas, avenidas, vestimentas, máquinas, produtos, etc. Por meio da mentalização é possível reprogramar-se emocionalmente, alterando um comportamento indesejado. Também é possível dizer ao próprio corpo o que se quer dele e qual forma gostaria que tivesse. É possível alcançar prosperidade e uma vida confortável, com ótimo posicionamento profissional e uma relação afetiva de sucesso.

Como vê, mentalização é uma ferramenta, uma técnica, e como tal pode ser aplicada em qualquer área de sua vida. Portanto, “mentes á obra”! 

Texto da empreendedora do DeRose Method Fabiula Blum

Carregar mais postagens